07 abril, 2016

Tristeza

                                                                 Imagem: Jarek Puczel



Quem me dera um dia
Conseguir escrever uma poesia
Sem estar imersa na tristeza ou na agonia.
Quem me dera um dia
Conseguir ao menos escrever
Uma poesia para falar da tristeza
E de sua maestria.
Mas eu não sou poeta
E nem sei escrever poesia.
Resta-me tentar proibir a tristeza
E sua cruel indelicadeza
Mesclada de Anjo-Demônio.
Mas eu não consigo proibir a tristeza
Tampouco as lágrimas que dela vem
Pois são essas lágrimas que me fazem
Escrever bem.
Se não posso proibir a tristeza
Proíbo-me de escrever
Nesse momento essa poesia.
Devo parar o tic, tic  tac da máquina
Rasgar o papel
Reciclar os sentimentos
Reinventar a dor
O amor
Quem me dera esta noite estar feliz
E escrever, ainda que mal, apenas sobre a alegria.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário