02 junho, 2015

Amora Amarela


Queria ser ela
Tristonha e singela
Porém não podia
Pois era amarela

Observava as roxas
Vermelhas tão belas
Queria ser amora
Mas fora amarela

Pintou-se de cores
Cada uma, uma parcela
Antes amora
Agora aquarela.


Anderson Bezerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário