25 fevereiro, 2015

O que os olhos podem ver


Meio rosto, corpo inteiro 
Bela imagem, novo roteiro.
Como posso te traduzir? Seduzir o seu desejo...
Como devo deduzir? Tudo que eu vejo!
Posso resumir 
Os seus lábios no meu beijo
Posso sumir 
Diminuir o seu olhar, Para ver como estou tão perto.
Posso estar certo! E coberto de razão Como não te querer...
Que face linda
Que a tem sem rima A poesia é bela.
Pele são pétalas macias 
No tocar para ver se é real.
Os olhos grandes parecem ter 
A visão encantada do espelho.
E ate sem batom vermelho 
Não perde a doçura do riso carnudo. 
Como não te querer...
Se um olho te observa, O outro te devora!

De: Juan Vieira
Para: Sidy Batalha

22 fevereiro, 2015

The End

Era uma vez, numa terra muito distante, uma princesa encantada.
Coitada comeu uma maçã enfeitiçada!
Agora só lhe resta esperar a vinda do príncipe encantado
Que com um beijo a salvará do feitiço articulado.
A princesa dormindo espera o príncipe que não vem,
Mal sabe ela que ele está caidinho de paixão
Pela madrasta e a sua belíssima mansão.
Mas, tenha calma! Todo conto de fadas tem o seu final feliz!
Pois não é que certo caçador errou o enredo da história e a princesa acordou
A Princesa, que não era tão princesa assim, logo apaixonada ficou e ao lado do seu imperfeito caçador viveu feliz para o quase sempre.
Enquanto isso, o príncipe e a madrasta disputavam o cargo do mais bonito do pedaço.
Espelho, espelho meu, existe alguém mais interesseiro do que eu?
E assim os dois viveram infelizes para sempre

Fim!  

03 fevereiro, 2015

Revista Cruviana

Sidy Batalha faz parte da 5ª edição da Revista Cruviana, caderno virtual de contos, em sua primeira versão impressa. 

O proposito do projeto é unir grandes e novos escritores, a fim de registrar, por meio de coletânea, a produção cultural, artística e literária atual do Brasil com a participação de escritores de outras nacionalidades.


Saiba mais sobre a Revista: http://revistacruviana.blogspot.com.br/

02 fevereiro, 2015

Paola Bracho "Mas os mortos não falam!"





Doei o "cabelão" para a campanha Fios do Bem, e para estrear o novo visual resolvi brincar de Paola Bracho MUHAHAHAHHAAH :)