22 maio, 2014

Deusa do amor.



Majestosa divindade do amor,
Lábios vermelhos rasgam verbos
Sorrisos e desejos por onde andas...
Filha de Apolo, a verdadeira Deusa.
Talvez Ísis, talvez Afrodite.

Agora invoco Fernando Pessoa para te contemplar
A Deusa que ninguém viu sem amar.
Pele dourada, olhos de ressaca.
Mãos argilosas
Que criam histórias para fascinar.

Carrega uma pena gravada na pele,
És a perfeição.
Não precisa sequer falar...
És a Deusa das Deusas,
 és Vênus a estrela mais brilhante do céu.

José Carvalho.
para Sidy Batalha.

Um comentário: